SLIDE

Arqueólogos acreditam ter encontrado esconderijo de nazistas em floresta na Argentina

Arqueólogos argentinos acreditam ter descoberto um refúgio secreto de nazistas no parque Teyú Cuaré, uma floresta ao norte do país, próxima à fronteira do Paraguai. Trata-se de estruturas de alvenaria datadas de 1938 a 1944 com diversos símbolos nazistas, porcelanas e moedas alemãs.



Refúgio foi encontrado em situação já deteriorada com muito musgo e partes quebradas, dizem arquéologos

“Nós não vemos nenhuma outra explicação para alguém investir esforços para construir essas estruturas em uma região totalmente inacessível à época, isolado das comunidades locais, com materiais que não pertencem à tradição arquitetônica daqui”, afirmou ao jornal Clarín o diretor da equipe de buscas, Daniel Schavelzon.

Para o especialista da Universidade de Buenos Aires, durante a Segunda Guerra Mundial, os nazistas teriam desenvolvido um projeto secreto de construir abrigos para os oficiais leais a Adolf Hitler em diversos locais inacessíveis ao redor do planeta.

Reprodução/ Clarín

Durante os últimos 15 dias, uma equipe de pesquisadores explorou as ruínas e encontrou inscrições nazistas

“Esse local tem a vantagem de permitir que os passageiros também cheguem ao Paraguai em menos de dez minutos. É uma área protegida, onde poderiam viver em paz”, comentou Schavelzon, acrescentando que a sua pesquisa ainda não está concluída, e sem resultados definitivos.

Durante a década de 40, milhares de nazistas, fascistas e outros criminosos de guerra encontraram refúgio na América Latina. No caso da Argentina, o acesso foi facilitado com auxílio do general Juan Domingo Perón, presidente entre 1946 e 1955 e novamente entre 1973 e 1974. Com esse esquema, estima-se que o país latino-americano foi lar de pelo menos 5 mil nazistas.



http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/39899/Arqueologos+acreditam+ter+encontrado+esconderijo+de+nazistas+em+floresta+na+argentina.shtml

0 comentários: