SLIDE

Maduro denuncia uma suposta “guerra bacteriológica” e psicológica

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu o apoio da Organização Mundial a Saúde para investigar um suposto plano fracassado para tentar infiltrar “algum tipo de vírus”, como parte de uma “guerra bacteriológica” no Hospital de Maracay.

Nesse hospital, na capital do Estado de Aragua, a umas duas horas de Caracas, soube-se desde quinta-feira que algumas pessoas tinham sintomas preocupantes. “Não sabemos o que estamos enfrentando”, disse Angel Sarmiento, presidente do Conselho de Medicina desse Estado. “Não sabemos se é um vírus ou uma bactéria.” Acrescentou que os afetados morriam em 72 horas por causa de uma intensa hemorragia e, por isso, recomendava que as pessoas não fossem a esse hospital.

Leia+ http://brasil.elpais.com/brasil/2014/09/19/internacio..
Visite http://vk.com/portrasdamidiamundial?w=wall-77233081_39

0 comentários: