SLIDE

Cientistas conseguiram fazer com que células cancerosas se autodestruam injetando apenas sal!




Pesquisadores da Universidade de Southampton, na Inglaterra, criaram uma técnica que pode fazer as células cancerosas se autodestruírem, através de uma injeção de sal.

O processo teria como base a inserção de íons de sódio e de cloreto nas células infectadas.
Transportadores de íons sintéticos foram criados antes, mas esta é a primeira vez que os investigadores demonstraram como um influxo de sal em uma célula provoca a sua destruição.
Estes transportadores de íons sintéticos, descritos na revistaNature Chemistry essa semana, podem apontar o caminho para novos medicamentos contra o câncer, também beneficiando pacientes com fibrose cística.
O autor do estudo, Philip Gale, da Universidade de Southampton, disse: "Este trabalho mostra como o transportadores de cloreto pode trabalhar com canais de sódio nas membranas celulares para causar um fluxo de sal em uma célula. Descobrimos que o sal pode desencadear a morte celular".
O feito pode se explicar, porque as células do corpo humano trabalham em equilíbrio constante para manter uma concentração estável de íons dentro de suas membranas celulares.
O rompimento desse delicado equilíbrio pode desencadear células a passarem por uma apoptose, conhecida como morte celular programada, um mecanismo que o corpo usa para livrar-se de células danificadas ou perigosas.
Uma maneira de destruir as células cancerosas é acionar essa sequência de autodestruição, alterando o equilíbrio de íons nas células.
Infelizmente, quando a célula se torna cancerosa, ela altera o modo de transporte desses íons através da membrana celular, bloqueando a apoptose.
Os pesquisadores tentaram romper essa barreira desenvolvendo a forma sintética para o transporte de íons, mas infelizmente, o processo também destrói as células saudáveis que teriam de ser substituídas no tratamento do câncer.
O Prof. Jonathan Sessler, do Austin's College of Natural Sciences da Universidade do Texas, disse: "Agora, nosso mecanismo de influxo de cloreto para dentro da célula por um transportador sintético, de fato, desencadeia a apoptose. Isso é emocionante, porque aponta o caminho para uma nova abordagem no desenvolvimento de drogas contra o câncer”.
Fonte: DailyMail

0 comentários: