SLIDE

Pesquisadores abrem buracos em vacas vivas para que possam monitorar seu sistema digestivo



Pesquisadores agrícolas, em Grangeneuce, na Suíça, possuem 14 vacas com buracos de aproximadamente 20 cm nas laterais de seus corpos.


Essas aberturas permitem que eles vejam o sistema digestivo do animal, para que eles possam monitorar exatamente como as vacas processam seus alimentos, permitindo assim pesquisas, análises e experimentos.
A alegação de que as vacas não sentem dor enquanto estão sendo examinadas é contestada por ativistas dos direitos dos animais, ainda que sejam anestesiadas enquanto a cânula é montada em seus corpos.
Essas vacas são alimentadas com misturas experimentais de aveia junto com a sua dieta regular de grama.
Como este é um animal que rumina, ou seja, a comida volta para o início do sistema digestivo antes de ser engolida novamente, os pesquisadores tiram a mistura de aveia e grama da vaca para testes laboratoriais.
Nesse sentido, os agricultores trabalham para desenvolver uma alimentação mais balanceada para as vacas. Eles descobriram que esse processo melhora a eficiência da energia das vacas e reduz a quantidade de metano produzida por elas, ajudando também o meio ambiente.
>>>Espalhe esta matéria para seus amigos no facebook, twitter ou orkut!
http://jornalciencia.com/meio-ambiente/animais/3951-pesquisadores-abrem-buracos-em-vacas-vivas-para-que-possam-monitorar-seu-sistema-digestivo-


0 comentários: