SLIDE

Sírios extremistas cortam a mão de um homem como castigo por ter roubado - e posta fotos ao vivo no Twitter

Acusado de roubo tem mão cortada por radicais muçulmanos. Já pensou, isso no Brasil?

Um grupo de muçulmanos extremistas da Síria cortou a mão de um suposto ladrão e transmitiu a punição pelo Twitter, postando imagens da amputação.Os responsáveis por cortar a mão do acusado disseram que o próprio homem “pediu para ser castigado dessa forma para purificar seus pecados” – inclusive, a lei muçulmana permite esse tipo de penalização.

horror: Extremistas sírios muçulmanos cortam a mão de um homem como castigo por ter roubado - e posta fotos ao vivo no Twitter ~ Por Trás da Mídia Mundial | EVS NOTÍCIAS... | Scoop.it

O grupo responsável por amputar o suposto ladrão – uma organização conhecida como ISIS (sigla em inglês para Estado Islamita no Iraque e na Síria) . Veículos que cobriram o evento confirmaram que o acusado admitiu seus crimes e “pediu para que sua mão fosse cortada a fim de purificar seus pecados”. Todas as fotos do caso e as contas que o reproduziram foram removidas do Twitter.
(Foto: Reprodução)(Foto: Reprodução)

Uma das fotos mostra o homem, com os olhos vendados, sendo mantido com a mão sobre uma mesa enquanto muitos militantes – que seriam rebeldes envolvidas na luta contra o governo sírio – seguram seu corpo. A cerimônia contou com um homem vestido em um traje branco tradicional e uma espécie de carrasco, com capuz preto, segurando uma espada que foi usada para cortar a mão do homem.

A organização militante Estado Islâmico no Iraque e na Síria (ISIS, em inglês) afirmou que o homem é um ladrão e que queria ser punido dessa forma para se purificar de seus pecados.

Agora foi suspensa a conta do Twitter que postou as imagens do site em rede social. O castigo foi infligido pelo Estado islâmico no Iraque e Síria (ISIS), um grupo de Qaeda Jihad Al-pro que muitos temem é um punho de ferro assumir partes da Síria.

O grupo foi formado em abril de 2013 e cresceu fora de organização de afiliado de Qaeda no Iraque, mas formalmente foi desmentida pela organização central em 3 de fevereiro, por ser muito radical.
 Um dos seus líderes, Abu Bakr al-Baghdadi, foi considerado que do Oriente Médio mais procurados pelo Ministério do interior iraquiano após uma série de ataques terroristas, que lhe valeu o apelido de 'The Ghost'.
Nasceu do ISI (estado islâmico no Iraque), ele lutou com as tropas dos EUA no país antes do fim da guerra do Iraque em 2011. 



0 comentários: