SLIDE

Presidente de Uganda aprova prisão perpétua por homossexualidade


Uganda, Yoweri Museveni

O presidente de Uganda, Yoweri Museveni, assinou esta segunda-feira uma lei que prevê sanções penais pela homossexualidade.

A referida lei, que estipula uma pena de prisão, incluindo a prisão perpétua, pela homossexualidade, provocou uma reação mista na sociedade de Uganda, bem como duras críticas do Ocidente.
O presidente dos EUA, Barack Obama, condenou no domingo passado a posição de Museveni e sugeriu que essa lei seria um grande passo para trás para Uganda. Em resposta, o presidente afirmou que seu país não precisa dos ensinamentos do Ocidente.

0 comentários: